13.10.08

Durmo todas as noites, mas acordo todas as manhãs cansado.
Estou cansado da vida.

6 comentários:

pikenatonta disse...

Posso dizer exactamente o mesmo...

*

Anónimo disse...

E o pior é que cada vez mias será assim.
Buscava e buscava algo que apagasse esta sede ardente, e nao havia nada que me saciasse.
Quando pensava haver encontrado algo, rapidamente me dava conta que era a miragem de um oasis, como todas as anteriores vezes.
francisco

Mavi disse...

Precisas mesmo de vir ao porto :P
Anda cá que a gente anima-te :P
Não te gosto de ver assim... então...
Anda cá caragu lol
pós magicos
plim
sininhu

Anónimo disse...

fui ao porto...
é parte do coraçao que da vida á minha patria...
mas eu nao sou a minha patria...
eu sou eu e quero alguem que encha este vazio tao grande que ha em mim...

fui ao porto, a lisboa a madrid, a vigo, a londres, a miami, a new york, a helsinquia, a marrocos, a istambul, a paris, a roma, veneza...
fumei as melhores ervas, estive com as melhores mulheres....
e que???
para que???
amanha morrerei...
que grandessissima merda....
amigos???? pensava que muchos, mas como diz pac man: "poucos mas verdadeiros", eu diria "muito muito poucos".

queria ser feliz, mas a felicidad nao esta nem no porto, nem em nenhuma cidade, nem nas mulheres, nem no vinho, nem na erva... estas coisas sao fugazes, momentaneas, nao enchem verdadeiramente...o vazio é cada vez maior; talvez porque descubri que aquelas coisas que eu pensava que me iam realizar, afinal sao vas e passageiras.

donde estas Bem que desejo? donde está o Bem que me dará a felicidad verdadeira, e nao esta ilusao da anestesia dos sentidos? existes? o... estou condenado à infelicidade?
francisco

Anónimo disse...

Que disse que viver era fácil? Ah, pois!...

Às vezes, também acordo cansada. Não da vida mas da "vidinha" que me rouba as horas, os dias, os anos.

Mas, ainda assim, acordar de manhã é sempre muito bom. Porque nunca sabemos o que cada dia nos reserva. E é esse mistério que nos mantém presos ao final da nossa história :)

Cokas

Liliana disse...

E nada poderia descrever melhor o que sinto...