16.11.06

A espera corrói-me até aos ossos.

E, no entanto, que posso eu fazer senão continuar à espera?